Todos precisam ser ouvidos

Na tarde desta terça-feira (11), foi aprovado no plenário da câmara de vereadores de Lauro de Freitas o projeto de indicação nº 151/2011, de autoria do vereador Edilson Ferreira, o projeto sugere que seja estabelecida como política pública municipal a capacitação na linguagem brasileira dos sinais - LIBRAS - dos funcionários públicos que trabalhem diretamente no atendimento a população. Segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE -, cerca de 3,4% da população do país apresentam algum nível de surdez, é uma minoria que precisa de mais atenção, e na maioria das vezes deixam de ser ouvidos, não por falta de som, e sim por falta de capacitação no atendimento.


 - A pessoa que fala e escuta, pode até não dar o devido valor a esta solicitação, isso porque, esta não é a sua realidade, mas para o deficiente auditivo – o surdo ou mudo -, a linguagem dos sinais é uma forma fundamental de expressão. Imagina que a pessoa chega ao hospital precisando ser atendida, ela não fala se comunica com sinais, a capacitação do funcionário pode fazer toda a diferença – argumentou.


A percepção deste projeto vem da necessidade de estender o atendimento dos serviços públicos as pessoas com deficiência auditiva, garantindo desta a forma condição de comunicação através dos sinais, tornando o atendimento mais eficaz a estes cidadãos, independente da frequência com isso aconteça. Em prática, este programa pode proporcionar mais dignidade a esta parcela da população, e reduz as inúmeras dificuldades enfrentadas em situações da falta de instrução para este tipo de comunicação. Todos os servidores de órgãos públicos, que precisam se comunicar diretamente com a população, poderiam participar do programa, principalmente na área da saúde.


- Desta forma, podemos assegurar que pessoas com deficiência auditiva tenham o direito de atendimento garantido nos órgãos públicos - afirmou.

NOTÍCIAS NO E-MAIL

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Mais lidas

Instagram