STF decide que dirigir bêbado é crime


O Supremo Tribunal Federal confirmou que dirigir bêbado é crime. Mesmo que o motorista flagrado não tenha causado nenhum tipo de acidente, ele pode ser preso. A pena pode ser de seis meses a três anos.
Os ministros compararam o comportamento de quem dirige após consumir álcool ao de uma pessoa que porta uma arma de fogo ilegal. Mesmo sem usá-la, o portador da arma comete uma infração.
A decisão do STF deve diminuir as chances dos motoristas bêbados de serem absolvidos pela Justiça.
O INSS (Instituto Nacional de Seguridade Social) começou no dia 03 a processar os motoristas que provocaram acidentes e causaram prejuízos à Previdência Social. O instituto tem despesas de R$ 8 bilhões por ano com indenizações.
A AGU (Advocacia-Geral da União) e o INSS entraram com ação na Justiça Federal pedindo a devolução aos cofres públicos de R$ 90.829,91. O total foi gasto com pensões para uma família que perdeu um de seus membros em um acidente de carro no Distrito Federal. O motorista que provocou a morte dirigia alcoolizado na contramão.
Assista ao vídeo:



Informações do R7

NOTÍCIAS NO E-MAIL

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Mais lidas

Instagram