SISTEMA DIGITAL DE FREQUÊNCIA PODE GERAR INÚMEROS BENEFÍCIOS PARA PAIS, PROFESSORES E ALUNOS


Foto Edmilson Lelo - PG Notícias

Na escola Roberto Mario Santini em Praia Grande (SP), está em funcionamento um sistema de leitores biométricos, que garante um controle de frequência em escolas da rede municipal. O aluno tem 30 minutos para registrar a presença em um aparelho que identifica sua digital na entrada da sala de aula.


Este mesmo sistema foi solicitado pelo vereador Edilson Ferreira na quinta-feira (31). Edilson Ferreira defendeu que o sistema poderia funcionar de forma integrada ao projeto de inclusão digital solicitado em 06 de maio de 2010 por meio da indicação 84/2010 também de sua autoria.


Os principais benefícios do projeto são os controles: de merendas, evasão escolar, acompanhamento do programa Bolsa Família (que se baseia na frequência dos alunos para manter o benefício) e envio de e-mail e/ou SMS para os responsáveis pelos estudantes. O desperdício de alimentos (merenda) é evitado por meio de um computador. A cozinha da instituição recebe em tempo real o número exato de alunos que estão na escola para fazer a quantidade ideal de comida.


Outro beneficiado será o professor, que não precisará fazer diariamente a chamada, pois receberá em seu e-mail a freqüência dos alunos. A previsão é que, em breve, o sistema também inclua as notas e outras informações sobre o desempenho do estudante, de forma que o professor não tenha que se preocupar com tanta papelada, o que resulta em contribuição ambiental.


A porcentagem de alunos faltosos da escola Roberto Mario Santini caiu de 20% para 5%, segundo a direção da escola, os aparelhos também reduziram o tempo gasto com a chamada. Nesta mesma sessão legislativa o vereador solicitou com a requerimento nº 33/2011 obras de infraestrutura completa com pavimentação, saneamento básico, paisagem urbana, passeios, meios-fios na rua Lindóia em Itinga.


Com informações do Último Segundo e PG Notícias

NOTÍCIAS NO E-MAIL

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Mais lidas

Instagram