Mais 40 mil moradores podem chegar nos próximos cinco anos

Se houver oferta de moradia, mais de dez mil famílias – ou cerca de 40 mil pessoas – podem mudar-se de Salvador para Lauro de Freitas nos próximos cinco anos. A migração representa um aumento populacional de 25%. Outras oito mil famílias – ou 32 mil pessoas, em média – pretendem comprar imóvel no Litoral Norte no período.


>  FOTO DO MARUJO
Edifício em construção no Miragem: demanda pode trazer mais de 40 mil novos habitantes

Ao todo, mais de 110 mil famílias da capital pretendem comprar um imóvel até 2016. Quase 17% delas deixarão Salvador rumo a Lauro de Freitas e ao Litoral Norte. Os dados são de estudo recente da Potencial Pesquisas, que investigou as perspectivas de compra de imóvel junto à população da capital. De acordo com a empresa, foram entrevistadas 413 pessoas com mais de 18 anos e "real poder de compra" em 17 das 18 regiões administrativas de Salvador.

Segundo a prefeitura de Lauro de Freitas, só a estimativa de imóveis em construção na cidade estava em torno de dez mil unidades no final do ano passado – quantidade suficiente para atender a demanda apontada pela pesquisa.


Oitavo município mais populoso da Bahia, Lauro de Freitas detém ainda a segunda maior densidade demográfica, com 2.732,07 habitantes por km². Dentro de cinco anos poderá haver 3,4 mil pessoas por km² no povoado – que assegura assim a nada honrosa primeira posição, com consequências para a qualidade de vida, incluindo a segurança pública.


No Censo do ano passado, o IBGE contou 163.414 pessoas nos 59,8 km² do município, um incremento de quase 44% em dez anos, muito superior às médias estadual e nacional. Somada à população que pretende mudar-se para o Litoral Norte, mais 72 mil pessoas poderão viver na área de influência do comércio e serviços de Lauro de Freitas em até cinco anos.



A julgar pela estimativa de unidades habitacionais já em construção e pela demanda observada, o explosivo ritmo de inviabilização da cidade tem tudo para aumentar. Lauro de Freitas "agregou, em dez anos, quase 50 mil novos moradores", destacava em dezembro último Olga Freire Falcão, coordenadora do Censo na Região Metropolitana de Salvador. Poderá agora chegar perto disso em metade do tempo. Informações do Marujo.

NOTÍCIAS NO E-MAIL

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Mais lidas

Instagram