Edilson Ferreira solicita a criação do Programa de Prevenção e Controle da Obesidade em Crianças e Adolescentes

O crescimento da obesidade entre os brasileiros deve se intensificar nos próximos anos principalmente nas classes mais baixas. Segundo o médico Márcio Mancini, presidente do departamento de obesidade da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia (SBEM), a tendência nas classes A e B é de estabilização e até diminuição entre as mulheres, mas entre os mais pobres a obesidade deve crescer cada vez mais. 

Diante deste fator preocupante, o vereador Edilson Ferreira solicitou do poder executivo na sessão ordinária desta quarta-feira (16), que seja criado em Lauro de Freitas, o Programa de Prevenção e Controle da Obesidade em Crianças e Adolescentes.

"Em 10 anos vamos ter índices semelhantes aos dos Estados Unidos, lá 30% da população é obesa. Para a prevenção da obesidade em crianças e adolescentes o poder público poderá realizar junto aos estabelecimentos de ensino da Rede Pública Municipal ou conveniados, ações educativas sobre as causas e consequências da obesidade", explicou.

"Dentre as ações de combate à obesidade podem ser realizados exames biométricos, fomento a realização de atividades físicas regulares, cursos gratuitos de orientação sobre a obesidade em crianças e adolescente uma vez que, às vezes, os pais não sabem como tratar do assunto. Em 2004, o Brasil e todos os países membros da ONU se comprometeram oficialmente a estimular a alimentação saudável e atividades físicas. Mas o governo brasileiro, segundo Mancini, pouco faz para prevenir a obesidade e gasta muito tratando de suas consequências, com remédios para pressão alta e diabetes", finalizou o vereador.



NOTÍCIAS NO E-MAIL

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Mais lidas

Instagram