Deputado cobra tratamento específico aos pacientes de hanseníase



O deputado estadual Sidelvan Nóbrega (PRB) garantiu, por meio de nota encaminhada à imprensa no último dia (24), que continuará trabalhando para que o Governo do Estado não deixe de dar suporte necessário aos pacientes de hanseníase na Bahia.
O parlamentar foi procurado por líderes comunitários dos bairros de Águas Claras e Cajazeiras, que ficaram preocupados com o futuro dos pacientes do Hospital Especializado Dom Rodrigo de Menezes (HEDRM), referência no tratamento da doença no Estado, depois do anúncio de fechamento da unidade feito pelo secretário de Saúde, Jorge Solla.
A unidade será fechada para a ampliação do Instituto Couto Maia, qualificado no tratamento de doenças infecciosas, como hanseníase, meningite e leptospirose. O objetivo é tornar o Couto Maia um centro de referência internacional em pesquisa no campo de doenças infecciosas.
“Entramos em contato com a assessoria de comunicação da Secretaria de Saúde assim que recebemos a informação”, disse.
De acordo com o parlamentar, mesmo atendendo portadores de outras doenças infecciosas, o novo instituto irá reforçar o tratamento específico dos pacientes de hanseníase.
“Esses pacientes não serão desassistidos pelo Estado. O Instituto Couto Maia dará continuidade ao tratamento que vinha sendo realizado pelo HEDRM, pois a modalidade de atendimento hoje à pessoa com hanseníase é ambulatorial, como qualquer outra doença infecciosa”, garante Nóbrega, descartando a necessidade de um leprosário, uma vez que a doença dificilmente atinge estágios mais avançados.
O deputado afirma ainda que, de acordo com as diretrizes da política nacional de educação permanente em saúde, o Governo do Estado permanecerá realizando campanhas de prevenção e atenção integral ao portador de hanseníase na Bahia.

NOTÍCIAS NO E-MAIL

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Mais lidas

Instagram