Falta de alternativa influência no descarte irregular de materiais

Muito do entulho derivado de construções e reformas, além de grandes objetos (móveis, eletrodomésticos, poda de árvores etc.) são descartados de forma errada em espaços públicos como calçadas, ruas, avenidas, praças e até córregos o que causa sérios riscos de acidentes, problemas ambientais e naturalmente perda de espaços de lazer e recreação. Na tarde de ontem (27), o vereador Edilson Ferreira defendeu na câmara municipal a criação de uma alternativa de baixo custo para o município e ainda garante a prática de cidadania por parte da população.

De sua autoria o projeto de indicação nº 26/2012 prevê a criação de ecopontos em locais estratégicos da cidade de Lauro de Freitas. Conforme exemplo da cidade de São Paulo dentre outras cidades de nosso país, ecopontos são áreas destinadas ao munícipe para a entrega voluntária destes materiais que não devem ser tratados como lixo comum. Segundo Edilson, os ecopontos dentre suas funções, devem garantir um destino correto para cada tipo de material descartado pelo cidadão.

Destino dos materiais coletados

A reutilização de resíduos de construção civil é bem abrangente, os materiais descartados podem ser aplicados como enchimento de fundações de construção, aterro de vias de acesso e até ser utilizado pela própria prefeitura como material de contenção para prevenção de processos erosivos e até pavimentação de estradas; restos de madeira derivados de móveis velhos após a devida separação das peças por tipo de material servem para fabricação de briquetes, aplicações com madeira prensada como na fabricação de compensados entre outros; eletrodomésticos descartados de forma incorreta são uns dos maiores causadores de contaminação de solo e lençóis freáticos, os mais diversos tipos de materiais componentes dos eletrodomésticos também podem ser reciclados metais, plásticos, vidro etc.

O óleo de cozinha é atualmente um potencial agente contaminante de nossas águas, este tipo de resíduo reciclável também pode ser descartado em um ecoponto. Para termos uma ideia, um litro de óleo despejado no meio ambiente polui um milhão de litros de água. Este por sua vez, pode ser transformado em cosmético, sabão, ração animal e até mesmo biocombustível. Estas são algumas das funções de um ecoponto, que podem funcionar em parceria com empresas ou cooperativas interessadas nos matérias.

Aprovado por unanimidade na câmara municipal o documento seguiu para avaliação do poder executivo.

NOTÍCIAS NO E-MAIL

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Mais lidas

Instagram