Rio Joanes pode "morrer" em cinco anos, aponta engenheiro


Cinco anos. Esse é o resto de vida que resta ao Rio Joanes, segundo o engenheiro químico Hildebrando Gonsales, se nada for feito para recuperar o rio.

Após matéria da Tribuna da Bahia que denunciou o alto índice de poluição no Rio Joanes, a Prefeitura de Lauro de Freitas e Camaçari anunciaram que irão investir cerca de R$ 500 milhões em saneamento básico e limpeza do rio e seus afluentes para "salvá-lo".

O principal desafio das duas cidades diz respeito é estruturar a rede esgoto e evitar que os desejos sejam lançados no rio. Em Camaçari, a ideia é que os esgotos sejam canalizados e destinados ao emissário da Cetrel.

Já em Lauro de Freitas, a rede de esgoto será implantada em todo o município, em obra estimada em 170 milhões, oriunda do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). A previsão é que as obras sejam concluídas em 2012. Além disso, a Prefeitura atua, em parceria com empresas da região, na recuperação do manguezal. Com informações do Blog de Lauro.

NOTÍCIAS NO E-MAIL

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Mais lidas

Instagram