Após tremor no Japão, risco de tsunami alerta vários países do mundo

Países da Ásia, Oceania e das Américas podem sentir os reflexos do abalo no Pacífico

EFEe R7

 

O terremoto de 8,9 graus na escala Richter que atingiu o Japão nesta sexta-feira (11) gerou a emissão de alertas de tsunami não só para o arquipélago asiático, mas para outros países da região e de outros continentes.

O aviso de ondas gigantes emitido pelo Centro de Alertas de Tsunami do Pacífico ampliou o perigo de tsunamis atingirem a costa da Austrália, Nova Zelândia, Fiji, Samoa, Polinésia e outros arquipélagos menores ao longo da Ásia e da Oceania.

O alerta também vale para países da América do Norte (México e o Estado americano do Havaí), América Central (Guatemala, El Salvador, Costa Rica, Nicarágua, Panamá e Honduras) e América do Sul (Chile, Equador, Colômbia e Peru).

Segundo o centro, “a avaliação do nível do mar confirma que foi gerado um tsunami que pode causar grandes danos”.

Cidades em alerta

As autoridades taiuanesas estão evacuando a cidade portuária de Keelung antes da chegada do tsunami desencadeado pelo terremoto no Japão. A onda gigante alcançará à costa de Taiwan durate a manhã, em horário do Brasil. As autoridades estão em alerta marítimo e começaram a evacuar cidadãos em Keelung.

O Governo taiuanês ativou o Centro de Prevenção e Luta contra Desastres e nas cidades litorâneas mais próximas ao Japão foram criados centros especiais para enfrentar a chegada do tsunami. No entanto, as autoridades não acreditam que o tsunami vá causar  destruição na ilha.

A situação TAMBÉM preocupa as autoridades das Filipinas. Foi lá que, em 26 de dezembro de 2004, um tremor de magnitude 9,1 atingiu a ilha de Sumatra e matou 227.898 pessoas, muitas delas em virtude do tsunami gerado pelo epicentro do abalo no oceano Pacífico.

De acordo com o Philvolcs (Instituto Filipino de Vulcanologia e Sismologia), uma onda gigante chegará ao litoral leste da ilha filipina de Luzon entre 17h e 19h do horário local (6h e 8h de Brasília). O aviso de ondas gigantes se estende a 19 províncias do arquipélago.

Até o momento, apenas a cidade japonesa de Sendai foi atingida por ondas, causando danos às casas e arrastando carros e tudo mais o que houvesse pela frente.

Tremor de 8,9 graus

O terremoto, cuja magnitude foi avaliada inicialmente em 7,9 graus, foi revisado para 8,9 graus pelo USGS (Instituto Geológico dos Estados Unidos), que informou sobre várias réplicas posteriores de até 7,1 graus. O tremor aconteceu às 2h46 de Brasília, com epicentro a 130 km da ilha de Honshu, e com profundidade de 24 km, na mesma região onde há dois dias ocorreu um terremoto de 7,3 graus que não deixou vítimas.

A Agência Meteorológica do Japão alertara sobre ondas de até seis metros na Província de Miyagi, onde segundo a polícia local, há "vários feridos".

"Copyright Efe - Todos os direitos de reprodução e representação são reservados para a Agência Efe."

NOTÍCIAS NO E-MAIL

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Mais lidas

Instagram